Arquiteto Leandro Rhiaff analisa casas de reality, como ‘A Fazenda’ e ‘Big Brother Brasil’, e o quanto elas podem influenciar na harmonia do programa

Arquiteto Leandro Rhiaff analisa casas de reality, como ‘A Fazenda’ e ‘Big Brother Brasil’, e o quanto elas podem influenciar na harmonia do programa

Na próxima terça-feira, dia 14 de setembro, começa mais uma edição do reality show “A Fazenda”. E todos os olhos já estão voltados tanto para as celeb

Sindiplast-ES promove workshop sobre Indústria 4.0 para empresários do setor de Plásticos
Operação Nacional Mata Atlântica em Pé fiscaliza alvos em quatro municípios capixabas
Empréstimos irregulares na mira do Procon

Na próxima terça-feira, dia 14 de setembro, começa mais uma edição do reality show “A Fazenda”. E todos os olhos já estão voltados tanto para as celebridades que participarão do programa, quanto para a decoração da nova sede do reality. Saiba que, das cores até o tipo de grama usada, tudo tem um propósito, seja aflorar os sentimentos, ou trazer um clima de harmonia. Cada cômodo traz um projeto arquitetônico com finalidades específicas e Leandro Rhiaff, arquiteto renomado, comenta quais fatores podem influenciar nos ânimos dos confinados.

“Os indivíduos atribuem significados específicos a tudo. Há símbolos, cores, aromas e formas que nos remetem a lembranças e estimulam sensações e até emoções específicas. Figuras pontiagudas, cores primárias e quentes, deixam os ânimos mais exaltados, as emoções mais à flor da pele, por exemplo”, explica Leandro Rhiaff chamando a atenção no quanto as cores e a iluminação podem interferir nos sentimentos dos moradores:

“Luzes muito intensas geram agitação ou estimulam a concentração, luzes muito fracas costumam dar sono. Assim como cores fortes, primárias, podem causar irritação, euforia e até vontade de comer”, esclarece o arquiteto que demonstra o que deve ser usado para estimular bons sentimentos: “Sugiro que se observe o uso de cada ambiente. Indico luz branca mais intensa em ambientes de trabalho ou de estudo e luzes amarelas em ambientes de repouso ou conversas casuais. Já em relação às cores, encontraremos paz e harmonia nos tons pastéis, cinzas e branco”.

A estreia de “A Fazenda” também é aguardada por conta da confusão que, muitas vezes, acontece entre os participantes. Leandro Rhiaff analisa algumas fotos de outras edições do programa e diz se as cores fortes da decoração da casa podem influenciar nessas tretas dos “fazendeiros”:

“Posso afirmar que a intenção é essa. O projeto arquitetônico de um cenário para um reality show não seria bem planejado se só proporcionasse conforto e paz. Preto, vermelho, amarelo, laranja, marrom e alguns tons de verde mais amarelados são a chave para agitar os ânimos”, revela o arquiteto que pondera, no entanto, que algumas cores usadas em cenários, podem não ser ideal em uma casa normal.

Do reality para a casa

Outra tendência são os papéis de parede que, segundo o arquiteto, estão em alta e podem ser levados para os lares e dá um toque para quem quer apostar nesses adesivos. “A minha dica é que se opte por estampa proporcional à área em que será aplicado o papel. Padrões de estampa muito grandes em áreas muito pequenas ou pequenos padrões em áreas muito grandes geram desconforto visual”, enfatiza.

Outro ponto forte são os enormes sofás. Quem não fica apreensivo conforme as pessoas são eliminadas e o local, que antes era ocupado por diversos participantes, vai ficando vazio? Leandro Rhiaff pontua que esse tipo de móvel é ideal que seja feito sob medida e tem como objetivo estimular que os moradores e convidados encontrem na sala um local de encontro.

“A própria experiência dos realities nos mostra que o sofá imenso é maravilhoso quando a casa está cheia e gera uma sensação de vazio quando a casa está vazia. Sugiro um sofá feito sob medida para os grandes encontros, para estimular que a casa se torne o centro das grandes comemorações”, pondera.

No reality “Soltos em Floripa”, o grafite enorme na casa é um dos destaques do ambiente trazendo jovialidade e dinamismo. O arquiteto diz que é uma boa opção para quem quer um toque moderno em sua residência.

“Sem dúvida o grafite é uma manifestação artística jovial e muito moderna. É uma expressão de alegria, da alma do próprio artista ou de quem encomenda o grafite. Eu indico para ambientes de encontro, lounges. Reservar uma parede para grafite ao invés do famoso muro inglês ou jardim vertical seria um bom desafio”, responde Leandro Rhiaff que levanta a questão dos inúmeros espelhos das casas de reality: “Os espelhos em todas as paredes ou quase todas jamais deverão ser utilizados numa casa comum, mas em paredes específicas, estimulando a vaidade e até um narcisismo saudável, é permitido. Aconselho que evitem somente colocar espelho diante de espelho para evitar o efeito de visão infinita”.

Voltando a falar de “A Fazenda”, um ponto que chama a atenção é que a sede tem dois chuveiros no banheiro, Leandro Rhiaff conta que é uma tendência em alta nos projetos de arquitetura. “Ter dois chuveiros em suítes para casal visa estimular que haja sempre mais intimidade e tranquilidade na vida a dois. Sobre o custo, não é muito significativo o aumento. O sistema hidráulico já suporta dois chuveiros. O custo mais alto ocorrerá somente por causa do próprio chuveiro em duplicidade, a escolha do modelo em si”.

Proibidão

Apesar dos projetos lindos que vemos na televisão, nem tudo o que tem nas casas de reality show dá para levar para a nossa realidade. O arquiteto assinala alguns pontos para ficar atento. “Câmeras indiscretas, jamais! Mas, brincadeiras à parte, iluminação exagerada, espelhos por toda parte, chuveiros sem privacidade e quartos comunitários seriam coisas que eu evitaria”, finaliza Leandro Rhiaff.

Comentários

WordPress 0
DISQUS: 0
Justified Image Grid Plugin