Coronavírus: dicas de como limpar o carro e reduzir os riscos

Coronavírus: dicas de como limpar o carro e reduzir os riscos

Manter um frasco de álcool em gel ou borrifador com água e sabão neutro, lenços descartáveis e lixeira portátil no carro são alguns dos cuidados recomendados para reduzir a contaminação por Coronavírus nos veículos. Mas, como usar? Quais os locais? Para auxiliar, o especialista Philipe Bicalho, supervisor de pós vendas da Prime Hyundai Vitória, lista algumas dicas sobre os cuidados com a higiene veicular.

Segundo o especialista manter a ventilação natural é o mais indicado neste momento. Portanto, ligar o ar e fechar os vidros, não é uma boa ideia em tempos de coronavírus. É muito importante lembrar que independente da pandemia, a limpeza dos filtros deve ser feita a cada seis meses. Outra dica útil para eliminar os microrganismos que ficam no duto do ar-condicionado, perto das saídas de ar, é ligar o ar quente na potência máxima cinco minutos antes de chegar em casa. Isso vai dar uma boa higienizada no sistema.

Higienizar a parte interna do carro com aspirador e fazer a limpeza dos bancos com produtos específicos, focando na sujeira que acumula nas costuras e dobras.

É muito importante manter maçanetas (internas e externas), câmbio, botões de vidros e retrovisores e principalmente o volante e a tela multimídia, além da alavanca do freio de estacionamento sempre higienizados. O álcool em gel 70%, apesar de eficaz no combate ao novo coronavírus, pode danificar as peças do carro. “Uma saída simples é usar um borrifador com a mistura de água e sabão neutro para umedecer todo o painel do veículo, inclusive a tela da central multimídia. Em seguida, com um pano macio, deve-se esfregar para secar bem as peças”, esclarece.

Deixar um frasco de álcool em gel em um local de fácil acesso para utilizar nas mãos, após entrar e sair do veículo.

Ao transportar alguém no veículo, pedir que as mesmas medidas de higienização sejam tomadas: limpar as mãos com álcool; ao tossir e espirrar usar um lenço e descartar esse material rapidamente em um lixo sem tocá-lo.

Para não desgastar o couro do carro, nestes tempos em que a limpeza precisa ser mais assídua, uma boa hidratação é bem-vinda. Há produtos específicos no mercado. Apesar do couro sintético não precisar de tanta hidratação, por não ser poroso, vale a pena hidratá-lo também para que ele não descasque ou rache por causa do ressecamento. O couro também pode ser limpo com álcool líquido. Mas, no longo prazo, o melhor é usar sabão em barra e água para a limpeza de manchas e derramamentos.

Se o estofamento do carro for de tecido sintético, o melhor é usar mesmo água e sabão. Mas é muito importante, neste caso, preparar uma mistura que não faça espuma, pois ela deixa os bancos umedecidos por um bom tempo, o que vai colaborar com o desenvolvimento dos fungos.

Bater os tapetes todos os dias é outra medida que deve ser adotada. Restos de comida, suor e sujeiras podem embolorar, juntar bactérias, fungos e até formigas e baratas. Aspirar, limpar, e pensar em higienização profissional, também é interessante.

Comentários

Justified Image Grid Plugin