COVID-19: Especialista orienta como manter a produtividade e resultados durante a crise

COVID-19: Especialista orienta como manter a produtividade e resultados durante a crise

ARTIGO
Arthur Galvão, especialista em Marketing de Percepção, indica a revisão de estratégia, rotinas de trabalho e até o autocuidado como passos fundamentais para manter os negócios e buscar a retomada do crescimento

Até a manhã do dia 25 de março, a Organização Mundial da Saúde (OMS) informa a ocorrência de mais de 372 mil casos de COVID-19, o novo coronavírus, no mundo. Esses números têm reflexo direto nas economias de todos os países, no Brasil não é diferente. Com a paralisação de atividades coletivas e orientação ao isolamento social para evitar a propagação do vírus, muitos empresários e trabalhadores tem sentido a pressão de resistir a este cenário global de incertezas e desafios. O especialista em Marketing de Percepção, Arthur Galvão, explica que este é o momento de agir de forma estratégica e evitar a pressa e afobação.

“Tenho visto muitas empresas, na tentativa de sobreviver, agindo na afobação e tentando pular etapas para resgatarem suas vendas. No entanto, quanto mais pressa eu tenho, mais para trás eu fico. Pressa é ação intempestiva e não uma resposta estratégica; agir com pressa é executar sem entendimento do está sendo feito. É quando alguém, por exemplo, está mais ocupado do que produtivo. Devemos evitar agir sem atenção e lembrar que pior do que seguir na direção errada, é seguir na direção errada com entusiasmo”, comenta.

Galvão alerta que a pressa, além de não ser uma estratégia, aproxima as pessoas de tentações e facilidades imediatas, porém, inconsistentes, cheias de ansiedade e expectativas. “Ser ágil é diferente de agir com afobação”, ressalta.

Agilidade para retomar o crescimento

O especialista em Marketing de Percepção e mentor empresarial dá dicas de alguns passos para agir com assertividade durante a crise e retomar os negócios com rapidez. Confira:

– Procure por entendimento. A regra número um é “mudou o cenário, questione suas estratégias”; questione sobre o que você está oferecendo, para quem e como está oferecendo e quais os seus objetivos.

– Tenha frequência. Divida suas ações em pequenos ciclos, coloque até três metas a serem cumpridas por dia, isso ajuda a priorizar o que é mais importante e poupar energia.

– Estabeleça alianças estratégicas. Busque apoio em parceiros que estejam numa situação melhor que a sua.

– Tenha foco no momento presente. Se você é uma micro, pequena ou média empresa, não adianta nada tentar prever como estará o mundo daqui a seis meses. Existem forças regulatórias que podem mudar o jogo a qualquer minuto. Foque no que você pode fazer até amanhã, no máximo até a próxima semana. Como pode se fortalecer e crescer neste período. Não se trata de abrir mão das metas anuais ou semestrais, mas de comprometimento com as ações imediatas que irão te levar a esses objetivos maiores.

– Cuide da sua empresa, mas lembre-se que seu corpo é sua sede e sua matriz. Fique atento aos sinais do seu corpo esses dias. Sinais como dores, coceiras, olho pulsando, sono excessivo ou a falta dele, indicam a necessidade de pausar e cuidar da saúde física e mental. “Afinal, se você ‘pifar’ nenhuma das orientações acima funcionarão”, conclui Arthur.

Comentários

Justified Image Grid Plugin