Especialista aponta a importância dos exames preventivos para a saúde do homem

Especialista aponta a importância dos exames preventivos para a saúde do homem

De acordo com dados do Instituto Nacional de Câncer (INCA), são previstos, até o final de 2021, mais de 65.000 novos casos do câncer de próstata  

Quando é a hora certa de começar um negócio próprio?
Mais de 370 novas edificações são aprovadas na capital
Vitória faz campanha de conscientização “Maria da Penha vai à Feira”
De acordo com dados do Instituto Nacional de Câncer (INCA), são previstos, até o final de 2021, mais de 65.000 novos casos do câncer de próstata  

A campanha Novembro Azul visa a conscientização, por parte da população masculina, sobre a importância dos exames preventivos no combate ao câncer de próstata. Infelizmente, o principal deles, de toque retal, ainda é visto com preconceito. Por conta disso, muitos homens deixam de realizar o procedimento, colocando em risco a própria saúde. Segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA), são previstos para este ano mais de 65.000 casos da doença.

O câncer de próstata é o tipo de câncer mais recorrente entre os homens. Um alerta do Instituto Oncoguia aponta que, 1 em cada 9 homens será diagnosticado com a doença ao decorrer da vida. Entretanto, mesmo com números tão alarmantes, o surgimento da COVID-19 resultou em queda na procura pelos exames preventivos no país. De acordo com um levantamento realizado pelo Sindicato de Laboratórios e Centros de Diagnósticos Privados do Distrito Federal (Sindilab), a redução da procura dos exames foi de 45% somente na capital da República, em relação ao ano de 2019. Além disso, dados do Ministério da Saúde revelam que a realização do exame de dosagem de PSA teve queda de 26,9% em 2020. “É um cenário que, de fato, preocupa. O câncer de próstata é uma doença silenciosa em fase inicial e, sem a realização dos exames preventivos, tanto o de toque retal, como o PSA, a doença pode avançar até que os sinais apareçam, o que pode diminuir as chances de cura em comparação àquele paciente que recebe o diagnóstico precoce”, alerta João Cremasco, médico patologista do Cremasco Medicina Diagnóstica.

O câncer de próstata é uma doença ligada ao fator genético, com maior incidência a partir dos 50 anos e mais comum em homens negros. Outro fator que pode influenciar no surgimento é a obesidade, seguida de uma dieta hipercalórica, rica em gordura e pobre em fibras, frutas e vegetais, como sugerem alguns estudos. Em fase inicial, costuma ser uma enfermidade silenciosa, entretanto, pode apresentar sinais como:

– Dor óssea;

– Vontade de urinar com frequência;

– Dor ao urinar;

– Presença de sangue na urina.

Prevenção câncer de próstata

Os exames realizados para detecção precoce do câncer de próstata são:

Exame de PSA: o procedimento consiste na coleta de sangue e mede a quantidade de uma proteína produzida pela próstata, o PSA – Antígeno Prostático Específico. Níveis altos dessa proteína podem indicar câncer ou outras doenças benignas da próstata. Costuma salvar 1 em cada 39 homens que realizam, porém, não dispensa o exame de toque retal.

Exame de toque retal: 
o médico avalia tamanho, forma e textura da próstata, introduzindo no reto o dedo protegido por uma luva lubrificada. O procedimento permite palpar as partes posterior e lateral da próstata.

Apesar de todo o  preconceito que envolve esses procedimentos, é importante ressaltar que ambos são completamente seguros e necessários para assegurar uma boa saúde e qualidade de vida.

Comentários

WordPress 0
DISQUS: 0
Justified Image Grid Plugin