Estudantes de psicologia criam grupos terapêuticos para pessoas com saúde mental afetada pela pandemia

Estudantes de psicologia criam grupos terapêuticos para pessoas com saúde mental afetada pela pandemia

Na foto: A professora Laís Sudré Campos com as estudantes Suellen Goltara Marques e Thalita Fernandes Os alunos da FAESA irão atender desempregados

PERFIL – O Empreendedor Lucas Rezende conta sua trajetória
Um café especial de Dia do Cliente
Magic Park Diversões estreia na capital capixaba

Na foto: A professora Laís Sudré Campos com as estudantes Suellen Goltara Marques e Thalita Fernandes

Os alunos da FAESA irão atender desempregados; LGBTQIA+; mães; professores de qualquer nível de ensino; mulheres vítimas de violência; pessoas que estão vivenciando o luto, entre outros grupos

A pandemia de Covid-19 já se estende por mais de um ano e seus impactos em todos os aspectos da sociedade são incalculáveis. Um deles é a saúde mental das pessoas, com uma série de mudanças na rotina, perdas de entes queridos e instabilidade financeira. Diante desse cenário, a demanda por atendimento psicológico aumentou. Na FAESA Centro Universitário, alunos e professores do curso de Psicologia vão criar grupos terapêuticos para o atendimento de pacientes com demandas relacionadas à pandemia.

Serão 9 grupos com reuniões online semanais e quinzenais, voltadas para o atendimento dos públicos: desempregados, LGBTQIA+, mães, professores de qualquer nível de ensino, responsáveis por crianças autistas, estudantes, mulheres vítimas de violência, pessoas que estão vivenciando o luto, e pessoas que estão sofrendo impactos em sua saúde mental devido à pandemia. Haverá 18 vagas para cada grupo e as inscrições já estão abertas e vão até o dia 18/07, pelo formulário: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSeUGtr1GC8MDTeZ60zeod60YWEEb5yc1rOxQTq9keYhrqQvog/viewform

A professora do curso de Psicologia do Centro Universitário e coordenadora dos grupos, Laís Sudré Campos, explica que a troca de experiências com outras pessoas é uma prática terapêutica que pode ser muito eficiente no contexto atual. “Identificamos alguns grupos de pessoas que tiverem piora da saúde mental durante a pandemia para criar os grupos terapêuticos, que proporcionam a troca de experiências entre pessoas que estão passando por situações parecidas, contribuindo com a diminuição da sensação de isolamento. Nosso objetivo é criar um espaço seguro para que as pessoas possam ser ouvidas e acolhidas, visando à melhora da saúde mental. Todas as reuniões serão intermediadas e sob a orientação de professores e estudantes de Psicologia”, explica.

Os encontros serão online e começarão a partir da segunda quinzena de agosto e, além dos grupos terapêuticos, a Clínica de Psicologia da FAESA realiza atendimentos clínicos gratuitos para a comunidade, conduzidos por alunos e professores da instituição. Novos agendamentos podem ser feitos pelo seguinte link:  https://bityli.com/fichadeinscricao   É necessário preencher o formulário e aguardar contato.

Público atendido – Mães, professores de todos os níveis de ensino, comunidade LGBTQIA+, responsáveis por crianças autistas, mulheres vítimas de violência, pessoas desempregadas, estudantes, pessoas em luto, e outras pessoas que tiveram saúde mental afetada durante a pandemia.

Vagas – 18 para cada grupo;

Data – Encontros semanais ou quinzenais, online, a partir de agosto de 2021.

Comentários

WordPress 0
DISQUS: 0
Justified Image Grid Plugin