Festival de Jazz em Vitória homenageia o jornalista, artista plástico e radialista, Marien Calixte

Festival de Jazz em Vitória homenageia o jornalista, artista plástico e radialista, Marien Calixte

O evento será nos dias 18 e 19 de outubro e terá apresentações locais e nacionais, como Hermeto Pascoal e o pianista carioca Jonathan Ferr, na Praça Therezinha Grecchi, no Bairro República

A cidade de Vitória receberá nos dias 18 e 19 de outubro o Marien Calixte Jazz Music Festival. O evento gratuito, exclusivo de música instrumental, prestará homenagem ao jornalista, artista plástico e radialista Marien Calixte, figura histórica da cultura do Espírito Santo. As apresentações serão na Praça Therezinha Grecchi, no Bairro República.

 

O Festival é uma grande homenagem a Marien Calixte, icônico trabalhador cultural que atuou no jornalismo, na rádio, literatura, pintura e na música, especialmente no Jazz. Ele comandou um programa de rádio por 52 anos ininterruptos, chamado “O Som do Jazz”, que foi reconhecido como o mais antigo programa latino-americano de jazz no ar ininterruptamente.

 

A programação mesclará nomes consagrados da música instrumental brasileira com novos protagonistas do jazz nacional. O festival ainda contará com intervenções músicas realizadas pela Malê Dixieland, comandada pelo Maestro Eduardo Lucas durante os dois dias do evento. O evento é realizado pelos produtores culturais Simone Marçal e Daniel Morelo.

 

O festival começa sua programação sempre com uma apresentação musical voltada para o público infantil. Na sexta-feira, dia 18 de outubro, a Banda da Polícia Militar vai mostrar toda sua criatividade musical com um repertório que promete encantar as crianças e os adultos.

 

Na sequência quem se apresenta é o Tocata Brass (ES). O grupo é formado por cinco mulheres que se conheceram na Faculdade de Música do Espírito Santo (Fames). Elas já tocaram no Festival de Santa Teresa, um dos mais importantes do estado.

 

Ainda na sexta, dia 18, quem se apresenta no Festival é Duo Finlândia (SP/ ARG). A dupla é formada por um argentino e um brasileiro. O Duo foi formado em 2010, com um jazz sofisticado fusionado com ritmos latino-americanos, misturando o violoncelo com o acordeão, teclado e sons eletrônicos. Com cinco CD´s lançados, o Duo Finlândia tem prêmios acumulados e já tocou em 19 países.

 

O encerramento da programação da sexta-feira ficará por conta de Afonso Abreu Trio (ES) com um show “O Som do Jazz” em homenagem à Marien Calixte. Se juntam à Afonso Abreu no palco os músicos Pedro de Alcântara (piano) e Marco Antônio Grijó (bateria), além do convidado especial o saxofonista Ailton Paulo “Colibri”.

No sábado, dia 19, a programação musical para os pequenos será realizada pelo quarteto Batida Diferente (ES). Com um repertório especialmente pensado para as crianças no primeiro set da apresentação, o quarteto de jazz contará também com a participação especial de Joyce Rodrigues (ES).

 

Na sequência, sobe ao palco Alexandre Borges Quinteto (ES), que tem shows realizados dentro e fora do país. O grupo tem influência dos “Grooves” e as harmonias do “Smoth Jazz”, do “Jazz fusion” e da “Música Brasileira”. Acompanhado dos músicos Hugo Maciel (baixo), Alexandre Matos (teclado), Sérgio Rouver (saxofone) e Mazinho Lima (bateria/percussão), Borges promete um show dinâmico, técnico e dotado de muitos improvisos.

 

O sábado ainda terá, pela primeira vez no Espírito Santo, o pianista Jonathan Ferr (RJ) apresentando o show de seu trabalho “Trilogia do Amor” no Festival. O pianista foi a única apresentação instrumental do Rock In Rio 2019 e tem liderado um movimento de música instrumental urbana no Rio de Janeiro.  O artista carioca tem se destacado na cena instrumental, propondo uma sonoridade inovadora que ele chama de Urban Jazz.

 

O show de encerramento do Marien Calixte Jazz Music Festival será comandando por Hermeto Pascoal e Grupo. O lendário multi-instrumentista toca teclado, piano, flauta-baixo, escaleta, sanfona 8 baixos, porcos, chaleira, berrante e uma infinidade de instrumentos. A apresentação promete ser uma das mais aguardadas e inclusivas e divertidas do festival.

 

Compositor compulsivo, Hermeto Pascoal compõe sem parar. Reconhecido e adorado mundialmente por seu papel na história da música brasileira, criou conceitos como música universal, cifragem universal, música da aura, música dos ferros e método do corpo presente. O “ bruxo dos sons” ou o “mago”, como é chamado, é considerado por boa parte dos músicos um dos maiores gênios em atividade na música mundial.

 

Após o festival, no dia 20, domingo, haverá ainda um workshop com Hermeto Pascoal para 30 músicos. “Tenho algumas criações que ainda nem botei nome e espero batizá-las durante esse encontro”, disse Hermeto.

 

Ele revelou que para o workshop, nada foi preparado ou ensaiado: a proposta é desafiar o músico e o ouvinte. “Falar em ensinar improvisação é jogar conversar fora. Mostro como se faz, converso, toco e, por fim, convenço de que é possível para qualquer um improvisar, cada qual de seu jeito”, destacou.

 

Marien Calixte, sempre

 

Carioca do Méier, filho de um paisagista francês que lutou na 1ª Guerra Mundial, Marien Calixte nasceu em 20 de outubro de 1935 e radicou-se no Espírito Santo aos dez anos de idade. Durante mais de cinco décadas, dedicou-se ao jornalismo, ao rádio, à literatura, à pintura e à música.

 

Foi produtor e gestor cultural, diretor de teatro, diretor de redação dos jornais A Gazeta, A Tribuna e O Diário, além de ser especialista em jazz.

 

Publicou 20 livros, entre biografias, ficções e haicais. Marien Calixte foi um dos maiores especialistas de jazz do Brasil. Morou por 20 anos na Mata da Praia e sempre era visto caminhando pelo bairro.  Faleceu em 2013, vítima de Mal de Parkinson.

 

Festival

O festival de música instrumental será no bairro República, na Praça Therezinha Grecchi, e é realizado em parceria com as Associações dos Bairros República e Mata da Praia.

 

O projeto irá também contribuir para a formação de público, possibilitando o acesso gratuito à um estilo normalmente restrito a conhecedores e aficcionados. O evento terá acessibilidade, com banheiros adaptados e espaço reservados para idosos e pessoas com deficiência. Como ação social, ainda teremos uma campanha de doação para a ONG Gatinhos Pedra da Cebola.

 

A ArcelorMittal é a Patrocinadora Master do evento, através da Lei Federal de Incentivo à Cultura. Apoio da Prefeitura de Vitória e Leroy Merlin. A realização é da MM Projetos Culturais.

Processed with VSCO with c6 preset

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Programação

Dia 18/10 – sexta-feira

18h – Banda da Polícia Militar (Repertório Infantil)

19h20 – Tocata Brass (ES)

20h40 – Duo Finlândia (SP/ARG)

22h – Afonso Abreu Trio com participação de Colibri (ES)

Malê Dixielad – intervenções (ES)

 

Dia 19/10 – sábado

18h – Batida Diferente (ES) com participação de Joyce Rodrigues (Repertório Infantil)

19h20 – Alexandre Borges Quinteto (ES)

20h40 – Jonathan Ferr (RJ)

22h – Hermeto Pascoal e Grupo

Malê Dixielad – intervenções (ES)

 

Dia 20/10 – domingo

Workshop de Música Universal – Hermeto Pascoal, às 14h30, no Rooftop do Ed. Impacto Empresarial, à Av. Nossa Senhora da Penha, 2796, Santa Luzia, Vitória, ES. Inscrições Encerradas

 

Comentários

Justified Image Grid Plugin