Fiscalização do CRECI/ES combate o exercício ilegal da profissão

Fiscalização do CRECI/ES combate o exercício ilegal da profissão

Mesmo durante a pandemia, o Conselho Regional dos Corretores de Imóveis do Espírito Santo (CRECI/ES) realizou o “dever de casa” de maneira rigorosa e

Café de Negócios apresentou o Porto da Imetame Logística
Léo Lima encerra janeiro com shows pela Grande Vitória
Alambique Princesa Isabel inicia produção de 30 mil litros de cachaça

Mesmo durante a pandemia, o Conselho Regional dos Corretores de Imóveis do Espírito Santo (CRECI/ES) realizou o “dever de casa” de maneira rigorosa e a prática do exercício ilegal da profissão, foi combatida de forma consistente e com resultados significativos.

Novas estratégias foram adotadas pelo setor de fiscalização devido às restrições de circulação. O foco tem sido especialmente as redes sociais que foram ainda mais esmiuçadas pelos agentes, com o objetivo de encontrar situações irregulares por meio do ambiente virtual.

Em 2020, no auge da  pandemia, foram realizadas cerca de 1428 autuações (até dezembro/20) entre notificação, auto de constatação, auto de infração e auto de infração (Exercício Ilegal da Profissão), conforme números no site do Conselho.

Com um trabalho direcionado à proteção da sociedade civil e preservação dos seus direitos, bem como a qualidade no serviço, o CRECI/ES identificou muitos problemas que vão desde as peças publicitárias sem o número do CRECI, corretores sem o registro no Conselho, anúncios capciosos, locação de imóveis sem o conhecimento dos proprietários, auxílio ao exercício ilegal da profissão, corretores com inscrição suspensa ou inativa, entre outros.

O presidente do CRECI-ES Aurélio Dallapícula explica que “essas ilegalidades abalam a imagem de toda a categoria, gerando prejuízo para os proprietários dos imóveis, para a sociedade e também para os profissionais que trabalham de acordo com o que determina a lei.

Com a fiscalização rigorosa, o número de contraventores flagrados e punidos tem sido um exemplo, e esses “falsos corretores” têm sido eliminados do mercado imobiliário e os profissionais regularizados passam a ter ainda mais segurança para realizar o seu trabalho”. afirma o presidente do Conselho.

Essa iniciativa beneficia principalmente o consumidor que passa a ter a certeza de que no Espírito Santo atuam profissionais respeitados e com qualificação chancelada pelo CRECI, valorizando ainda mais o patrimônio do cliente.

Vale ressaltar que os principais envolvidos no combate ao exercício ilegal e exercício impedido da profissão tem sido os próprios corretores de imóveis atuantes no mercado imobiliário capixaba, além da sociedade civil. Infelizmente, ainda existem muitos casos de estelionatários que atuam no mercado imobiliário, tentando se passar por corretores de imóveis inscritos no Conselho. É importante que a sociedade denuncie o contraventor e se certifique de que as transações que estão sendo realizadas são intermediadas por um corretor de imóveis regularizado. No site do CRECI/ES é possível verificar a inscrição e a idoneidade do profissional e também da imobiliária.

 

Por: Izabel Mendonça

 

Comentários

WordPress 0
DISQUS: 0
Justified Image Grid Plugin