Mostra de cinema virtual vai exibir mais de 90 curtas-metragens

Mostra de cinema virtual vai exibir mais de 90 curtas-metragens

produzidos por estudantes de 53 municípios do Estado A Mostra Virtual “Todo Mundo Tem Uma História” traz produções audiovisuais realizadas em oficina

Artmento inaugura em novo endereço e traz louças e metais além dos revestimentos
Marca Ambiental reforça importância da reciclagem de resíduos da construção civil
Obras de recuperação alteram o tráfego na BR-101 a partir dessa terça-feira (13) em Vila Velha

produzidos por estudantes de 53 municípios do Estado

A Mostra Virtual “Todo Mundo Tem Uma História” traz produções audiovisuais realizadas em oficinas por alunos de escolas públicas do ES entre 2009 e 2011

Uma viagem na cultura capixaba com recorte sob o olhar de jovens estudantes de escolas públicas do Espírito Santo. Esta é a mostra virtual “Todo Mundo Tem Uma História”, que vai exibir, entre 15 e 18 de abril, sempre a partir das 16 horas, mais de 90 curtas-metragens produzidos por alunos de 53 municípios do Estado no período de 2009 a 2011.

Os curtas foram desenvolvidos durante capacitação audiovisual de cerca de 1.800 estudantes de escolas públicas naquele período, na iniciativa chamada “MCA – Mostras Capixabas de Audiovisual”. As produções agora foram reeditadas para ganharem mais qualidade técnica, com a inclusão de legenda e remasterização do áudio. A exibição dos filmes será pelo YouTube, no canal do Instituto Parceiros do Bem, realizador do projeto: https://www.youtube.com/channel/UCskmz_MDricQwabobdKYEkA .

Segundo a idealizadora da mostra “Todo Mundo Tem Uma História” e diretora executiva do Instituto Parceiros Do Bem, Simone Marçal, os curtas versam sobre o cotidiano de “pessoas comuns do nosso Estado, por meio de jovens que, ao terem contato com o universo audiovisual, tiveram muitas vezes a oportunidade de seguir carreira profissional, mas, acima de tudo, puderam ter contato com o sentimento de empoderamento e pertencimento”.

A mostra foi dividida em 22 blocos para a exibição dos filmes (programação completa no anexo). Do total, há três blocos especiais: dois com a exibição de videoclipes e filmes de ficção – também produzidos nas oficinas de 2009 a 2011 – e um para a transmissão do documentário “Tramas”, dirigido por Leonardo Gomes e Simone Marçal e produzido em 2014 na região do Caparaó.

Painel – Além da exibição dos mais de 90 curtas-metragens, a mostra virtual “Todo Mundo Tem Uma História” vai apresentar um painel com o tema “O Audiovisual Como Potencializador Da Juventude”, dia 15, às 19 horas.

Com mediação do produtor, publicitário e roteirista Marcelo Siqueira, o painel contará com quatro estudantes que participaram do projeto entre 2009 e 2011.

São eles: a fotógrafa Maíra Radael, há nove anos especializada em fotografia de famílias em Ibitirama, Irupi e região; a publicitária Alynne Berlando; o produtor musical e filmmaker Edu Donna; e Victor Hugo Merçon Azevedo, formado em direito e mestrando na área.

A Mostra é viabilizada pela Lei Aldir Blanc – Secretaria da Cultura do ES.

 

MOSTRA VIRTUAL TODO MUNDO TEM UMA HISTÓRIA

15 A 18 DE ABRIL DE 2021

 

Dia 15 – quarta-feira

16H – ABERTURA/ BLOCO 1

Feliz Lembrança, de Alegre

Branco, de Divino de São Lourenço Toda casa uma história tem, de Dores do Rio Preto

Dodola, de Guaçuí Gentileza, de Ibatiba

 

 

17H – BLOCO 2

Guia, de Ibitirama – 13’09”

O guardião da pedra, de Irupi – 12’36”

Flores, de Iúna – 10’22”

A árvore solitária, de Jerônimo Monteiro – 11’59”

Ouro Negro, de Muniz Freire – 10’00”

O desafio do silêncio, de São José do Calçado – 10’15”

 

 

18H10 – BLOCO 3

Arrependido – Afonso Cláudio – 12’30”

Ecotur – Alfredo Chaves – 12’30”

Bonzim Bonzim – Brejetuba – 12’48”

Mãos que movimentam – Castelo – 10’29”

Formosa – Conceição do Castelo – 8’47”

 

 

19h – PAINEL “O audiovisual como potencializador da juventude”

 

20H30 – BLOCO 4

São Bento tira o chapéu – Domingos Martins – 11’43”

Bulling – Itaguaçu – 10’59”

Broti – Itarana – 10’21” Ous Land (Nossa Terra) – Laranja Terra – 11’25”

Wameri – Marechal Floriano – 11’42”

 

 

DIA 16 – sexta-feira

 

16H – BLOCO 5

Os filhos do sol e das águas – Santa Leopoldina – 9’56”

Lewing Lang – Terra Viva – Santa Maria de Jetibá – 10’25”

Sim, Senhora! – Santa Teresa – 10’51”

Terra – São Roque do Canaã – 10’49”

De onde vem? – Vargem Alta – 10’33”

Orelha D’onça – Venda Nova do Imigrante – 12’05”

 

 

17H05 – BLOCO 6

Orzel Bialy – Águia Branca – 10’20”

Brechó – Alto Rio Novo – 11’44”

James Jhonson – Baixo Guandu – 11’07”

Sentinela Capixaba – Barra de São Francisco – 10’13”

História de Pescador – Colatina – 11’11”

 

 

18H05 – BLOCO 7

Nossa Terra, Nosso Orgulho – Governador Lindenberg – 10’04”

De Ametista a Mantenópolis – Mantenópolis – 10’11”

Através de um Dom – Marilândia – 10’27”

O Senhor do Sol – Nova Venécia – 11’49”

Garimpando Histórias – Pancas – 11’28”

 

 

19H – BLOCO 8

Encantamento – São Domingos do Norte – 9’28”

Na Garupa da História – São Gabriel da Palha – 9’26”

Três Etnias, Um Sonho – Vila Pavão – 10’44”

 

 

19H30 – BLOCO 9

O pai da cachoeira – Alegre – 11’08”

O poder do natural – Divino de São Lourenço – 11’04”

Néctar da Vida – Dores do Rio Preto – 11’13”

Entalhes e acordes de um urucungo – Guaçuí – 09’09”

Vai rasgando – Ibatiba – 10’43”

29540 a interferência humana no meio – Ibitirama – 7’08”

 

 

20H30 – BLOCO 10

Virgínia – Irupi – 11’18”

Caminho Imperial – Iúna – 11’46”

Comunidade Bio-iluminada – Jerônimo Monteiro – 10’21”

O caminho da Glória – Muniz Freire – 10’05”

… e o lixo? o que fazer? – São José do Calçado – 10’10”

 

 

DIA 17 – sábado

 

16H – BLOCO 11

Saudade da minha tropa – Afonso Cláudio – 10’54”

Taro São Bento – Alfredo Chaves – 10’32”

Colhendo consequência, plantando consciência – Brejetuba – 10’03”

Sua terra minha vida – Castelo – 09’53”

Café com leite – Conceição do Castelo – 10’23”

 

 

16h55 – BLOCO 12

Nossas belezas nossa cultura – Domingos Martins – 11’14”

Arte pelas mãos – Itarana – 10’15”

Simplicidade – Itaguaçu – 10’36”

Doce sabor – Laranja da Terra – 10’43”

Einen Kaife Trinken? – Marechal Floriano – 09’50”

 

 

17H50 – BLOCO 13

Tanque rede – Santa Leopoldina – 9’55”

Quitungo. A força da Água – Santa Maria de Jetibá – 8’44”

Raízes – Santa Teresa – 10’37”

No tempo de Nona – Vargem Alta – 11’57”

Socol. A força do agroturismo – Venda Nova do Imigrante – 10’01”

 

 

18H45 – BLOCO 14

O Jaraguá – Anchieta – 11’54”

Boa Vista F.C. – Apiacá – 11’31”

A vida nos trilhos – Atílio Vivacqua – 10’10”

Ruínas de Mangaravite – Bom Jesus do Norte – 9’51”

Sopro Centenário – Cachoeiro de Itapemirim – 13’46”

 

 

19H45 – BLOCO 15

A banda – Iconha – 11’46”

Barão de Itapemirim… Redescobrindo a história – Itapemirim – 10’42”

Caiu na rede é História – Marataízes – 11’23”

São Pedro do Itabapoana, uma viagem onde o tempo parou – Mimoso do Sul – 10’29”

Livro de Ouro – Muqui – 11’03”

 

 

DIA 18 – domingo

16H – BLOCO 16

As pastorinhas – Piúma – 09’49”

Jongada das Neves – Presidente Kennedy – 10’32”

Memórias em Sintonia – Rio Novo do Sul – 10’55”

 

 

16H35 – BLOCO 17

A ideia e a formão: A história do artesão Isaías – Águia Branca – 10’21”

Do forró ao doradão – Alto Rio Novo – 9’38”

O artesão do asfalto – Baixo Guandu – 9’32”

1991 – O ano que a cidade parou – Barra de São Francisco – 10’51”

O começo sem fim – Colatina – 09’51” 50’13”

 

 

17H30 – BLOCO 18

Tijolo por tijolo – Governador Lindenberg – 10’16”

Do solo à arte – Mantenópolis – 10’33”

Fé nas alturas – Marilândia – 10’31”

Batalha Criativa – Nova Venécia – 11’00”

 

18H25 – BLOCO 19

Também conhecido por: Tijuca – Pancas – 11’13”

Santos Reis – São Domingos do Norte – 11’18”

Pedagogia da Alternância – São Gabriel da Palha – 15’52”

Catacumbas transversais – Vila Pavão – 11’19”

 

 

19H20 – BLOCO 20 – ESPECIAL FICÇÃO

A casa no fim da rua – 11’33”

A menina da Corrente – 14’29”

A cor desta noite – 13’50”

 

 

20H – BLOCO 21 – ESPECIAL VIDEOCLIPE

Rato no Coador – 03’57”

Banda Scrap – 04’44”

A Mova é minha vida – 03’55”

 

 

22H15 – BLOCO 22 – ESPECIAL TRAMAS

Tramas – 30′

 

 

Mostra Virtual Todo Mundo Tem Uma História
– De 15 a 18 de abril de 2021, a partir das 16 horas;
– Festival on-line e gratuito pelo canal:
https://www.youtube.com/channel/UCskmz_MDricQwabobdKYEkA
– Programação no anexo e no Instagram: @parceirosdobeminstituto

Comentários

WordPress 0
DISQUS: 0
Justified Image Grid Plugin