MPES mobiliza promotores de Justiça para adesão à campanha de vacinação

MPES mobiliza promotores de Justiça para adesão à campanha de vacinação

Nesta terça-feira (13), às 10h, foi realizada a primeira reunião do Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES) com os promotores de Justiça

Matias Brotas apresenta Adrianna EU: nova artista da galeria
Brasil lidera cirurgia plástica em jovens
Alunos, Guarda Municipal e Defesa Civil de Vitória no desfile de 7 de setembro

Nesta terça-feira (13), às 10h, foi realizada a primeira reunião do Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES) com os promotores de Justiça que atuam nas áreas da Saúde, Educação e Infância para tratar da Campanha Nacional de Vacinação contra poliomielite e multivacinações e medidas conjuntas para o cumprimento da Lei Estadual 10.913/2018, que estabelece a apresentação do cartão de vacinação no ato da matrícula/rematrícula das escolas da rede pública e privada. O objetivo é promover uma atuação conjunta e uniforme para ampliar a cobertura vacinal no Estado.

A Campanha Nacional de Vacinação com a vacina poliomielite oral bivalente (VOPb) começou no dia 05 de outubro e vai até o dia 30. A população alvo da campanha são crianças de um ano a menor de cinco anos de idade, de forma a contribuir para a redução do risco de reintrodução do poliovírus selvagem, mantendo o país livre da doença. Simultaneamente, acontece também a Campanha Nacional de Multivacinação para Atualização da Caderneta de Vacinação das crianças e adolescentes até 15 anos de idade, sendo 17 de outubro, o dia “D” de divulgação e mobilização nacional.

A dirigente do Centro de Apoio Operacional de Políticas da Saúde (Caops), promotora de Justiça Inês Thomé Poldi Taddei, informou que a meta de cobertura vacinal precisa ser atingida. “A população deve procurar as unidades de saúde de seu município tomando todos os cuidados de higiene, uso da máscara e distanciamento. A conscientização é de suma importância para diminuir a incidência de doenças”, destacou.

Para a dirigente do Centro de Apoio Operacional da Infância e Juventude (CAIJ), a promotora de Justiça Valéria Barros Duarte de Morais, “o Ministério Público capixaba irá acompanhar as medidas de divulgação e mobilização para o aumento da adesão do público à Campanha”, destacou.

A mobilização também será feita junto às escolas da rede púbica e privada do Estado, explicou a dirigente do Centro de Apoio Operacional de Implementação das Políticas Públicas de Educação (Cape), a promotora de Justiça Maria Cristina Rocha Pimentel. “Como forma de garantir a imunização, é obrigatória a apresentação do Cartão de Vacinação no ato da matrícula dos alunos de até dezoito anos de idade em todas as escolas da rede púbica ou privada que ofereçam educação infantil, ensino fundamental e ensino médio”, disse.

Na terça-feira, a reunião, que acontece de forma virtual, foi realizada com os promotores de Justiça da Região Metropolitana. No dia 14 e no dia 15 será a vez dos promotores de Justiça da Região Sul e Norte, respectivamente, também às 10 horas. Já no dia 16 acontece o último encontro, com os membros da Região Central, às 14 horas.

Comentários

WordPress 0
DISQUS: 0
Justified Image Grid Plugin