Prefeitura do interior de São Paulo usa biodigestor para tratamento de esgoto

Prefeitura do interior de São Paulo usa biodigestor para tratamento de esgoto

O produto da linha Meio Ambiente está sendo utilizado em um projeto que visa conscientizar os moradores sobre a importância do tratamento de esgoto.

A Prefeitura de Saltinho, no interior de São Paulo, está utilizando o biodigestor Fortlev em um projeto piloto de biodigestão do esgoto.

Segundo a diretora do Departamento de Meio Ambiente, Saneamento e Agricultura da Prefeitura de Saltinho, Ariella Montebello, o objetivo da iniciativa é conscientizar a população da região sobre a importância do tratamento de esgoto para a saúde, o bem-estar, a qualidade de vida e a preservação do meio ambiente.

O equipamento foi instalado em uma residência próxima ao viveiro municipal no mês de setembro. “A intenção é que os moradores da região que ainda utilizam as fossas convencionais conheçam o biodigestor da Fortlev e tirem dúvidas sobre o seu funcionamento”, afirma a diretora.

O Biodigestor Fortlev é um sistema compacto de tratamento de esgoto que pode ser instalado em espaços reduzidos em casas, estabelecimentos comerciais, sítios ou qualquer outro local com necessidade do serviço. Possui a maior eficiência e o melhor custo-benefício do mercado, já que não precisa, necessariamente, do caminhão limpa-fossa.

O produto está disponível em dois modelos: 500 litros/dia, para atender residências com até 5 pessoas ou escritórios com até 10 pessoas, e 1.500l / dia, para atender residências com 6 a 15 pessoas ou escritórios com 11 a 30 pessoas. Sua base plana permite o nivelamento no momento da instalação e, consequentemente, mais segurança.

Graças a seu sistema impermeável, o equipamento impede a contaminação do terreno onde está instalado, contribuindo para cuidar da água e do solo. O biodigestor Fortlev 1.500L/dia tem um exclusivo tratamento terciário, feito a partir da colocação de uma pastilha de cloro dentro do dispenser (no pós-tratamento). O objetivo é eliminar os microorganismos causadores de doenças e odores desagradáveis, resultando em um tratamento de esgoto com alta eficiência comprovada.

Formado por uma configuração híbrida entre reator anaeróbio e filtro anaeróbio, no biodigestor Fortlev, o efluente é conduzido até o equipamento onde se processa a biodigestão anaeróbia, que transforma a matéria orgânica em lodo estabilizado, biogás e esgoto tratado.

Para retirar o lodo que se acumula no fundo do recipiente há duas opções: descartar para um leito de secagem, construído ao lado do equipamento, ou utilizar o serviço do caminhão limpa-fossa. Já o biogás deve ser liberado para o exterior através de uma tubulação.

O esgoto tratado é descartado pela tubulação de saída, seguindo as normas estabelecidas pelo órgão ambiental da cidade. Ainda durante o processo, antes do esgoto sair do biodigestor 1500l/dia, ele é conduzido até o sistema clorador, já embutido no interior do produto, sem necessidade de instalações complementares. Assim, o esgoto já sai tratado com cloro.

Comentários

Justified Image Grid Plugin