Psicopedagoga ensina inteligência emocional para garantir boa nota em Medicina no Enem

Psicopedagoga ensina inteligência emocional para garantir boa nota em Medicina no Enem

Segundo uma pesquisa realizada pela Universidade de Estado do Rio (Uerj), a pandemia do novo coronavírus fez com que dobrassem os casos de ansiedade n

Diversão garantida nas férias do Castelo Park Aquático
Psicóloga capixaba alerta para sintomas de transtornos mentais na infância
De olho na demanda do verão

Segundo uma pesquisa realizada pela Universidade de Estado do Rio (Uerj), a pandemia do novo coronavírus fez com que dobrassem os casos de ansiedade no Brasil. A sensação de incerteza em relação ao futuro, alinhada ao isolamento social e ao adiamento da prova do Enem, tem preocupado jovens que têm como objetivo o início dos estudos no ensino superior.

“Sair do ensino médio, fazer testes vocacionais e tomar a decisão da profissão que queremos exercer por si só são tarefas que geram muita ansiedade. O fato de o Enem ter sido adiado foi com certeza um balde d’água fria em quem sonhava em iniciar 2021 cursando a faculdade dos sonhos”, diz o jovem Jeferson Bromonchenkel, de 22 anos.

A psicopedagoga Maria Tereza Samora explica que essa pressão e o acúmulo de ansiedade podem gerar problemas na hora de fazer a prova. “Técnicas de respiração, terapia e, principalmente, educação em relação à inteligência emocional são soluções capazes de promover serenidade na hora de realizar o exame e, consequentemente, uma boa prova”.

Pensando nisso, a profissional desenvolveu um curso voltado aos vestibulandos com ênfase nos alunos de Medicina, que tem como objetivo o ensino de técnicas de inteligência emocional. “Os estudantes desta área enfrentam uma pressão ainda maior do que os demais, pelo fato de precisarem de uma nota muito alta para ingressar na faculdade. Trabalhar a inteligência emocional e aprender a gerenciar as emoções é fundamental”.

A estudante de Medicina Victória Pagani, 20, passou por essa mentoria e conta como ela foi fundamental para que a jovem conseguisse passar na universidade. “Alcancei clareza sobre as minhas metas e os meus bloqueios. Assim, pude mudar os padrões de comportamento que causavam autosabotagem”.

Inteligência emocional

Inteligência emocional é a capacidade de administrar as emoções e os pensamentos, gerenciando-os e usando-os a seu favor.

Para desenvolver este tipo de inteligência, é necessário trabalhar o autoconhecimento, e enfrentar as questões que causam ansiedade e sensação de vulnerabilidade.

Comentários

WordPress 0
DISQUS: 0
Justified Image Grid Plugin