Vai comprar ou alugar um imóvel? Saiba como o Feng Shui pode ajudar na escolha

Vai comprar ou alugar um imóvel? Saiba como o Feng Shui pode ajudar na escolha

A prática milenar oriental tem o poder de explicar sobre como algumas edificações podem ser benéficas ou não para as pessoas Com certeza você já ouvi

Projeto Viver: estudo vai apontar causas de mortalidade de bebês
Cenas do cotidiano com uma pitada de ternura e de afeto
Projeto verão: ainda dá tempo de entrar em forma?

A prática milenar oriental tem o poder de explicar sobre como algumas edificações podem ser benéficas ou não para as pessoas

Com certeza você já ouviu alguém dizer “parece que tem cabeça de burro enterrado naquele lugar”. Pode parecer bobagem, mas para os estudiosos do Feng Shui, isso é uma verdade. 

“A construção de algumas edificações parece que nos rouba a energia ou não nos deixa prosperar. Por isso é importante avaliar os diversos aspectos do imóvel antes de alugar, mas principalmente comprar a casa ou apartamento que abrigará sua família”, ensina a arquiteta e especialista em Feng Shui, Mônica Seixas. 

Segundo ela, antes mesmo da construção é necessário que se faça um estudo com a ciência milenar sobre o projeto arquitetônico. Desta forma é possível definir como o prédio será construído, a posição de todos os cômodos e as circulações internas. O objetivo é favorecer o potencial energético da construção e assim se evitar dores de cabeça futuras, no sentido literal da palavra. 

“Há construções onde os donos vivem com problemas de saúde. É claro que há muitas influências sobre isso, mas já foi comprovado que a posição da construção e até a decoração exercem forte impacto na saúde”, explica Mônica. 

Aliás, ela mesma sempre se interessou pelas diversas filosofias orientais e foi em 2001 que conheceu o Feng Shui e o levou para diversos projetos de arquitetura e também para sua vida pessoal, a fim de solucionar os problemas respiratórios do filho. 

Para diagnosticar o padrão de energias de um imóvel é preciso saber sua data de construção e sua orientação em relação ao norte magnético, que vem a ser o ponto que identificamos com a bússola. 

Com essas informações são feitos cálculos que nos permitem determinar com precisão os potenciais de cada setor do imóvel. Mônica salienta ainda que o entorno da construção também tem influência sobre a construção. 

“Cada caso é um caso, portanto o que se aplica em uma casa ou escritório nem sempre se repete em outro local. Isso, porque é preciso harmonizar os elementos que são únicos daquele local. Há ambientes que precisam mais da energia chamada de Yang, ou seja, menos móveis e objetos. Em outros é a energia Yin, com móveis de grande porte, em um ambiente de repouso e com pouca movimentação. O segredo está no equilíbrio para se ter leveza e alto nível de energia”, orienta a arquiteta, que enfatiza ainda que após as recomendações serem colocadas em prática, os efeitos costumam ser notados imediatamente.

Mônica Seixas deixa algumas dicas para saber se o imóvel é o melhor para você

– Há construções abandonadas nas laterais, frente ou verso do imóvel? Se sim, fique atento, pois podem influenciar na construção.

– O que você sentiu ao chegar nesse terreno ou construção? Se notou boas energias, isso é um bom sinal. Caso contrário talvez seja melhor ver outros locais. 

– Conheça o histórico do imóvel. Quando foi construído, se já morou outras pessoas ali procure saber se foram felizes, prósperas.

– Evite construções próximas, menos que 300 metros, de antenas de transmissão, antenas de celular, torres de alta-tensão, pois a energia emitida por esses equipamentos não faz bem a saúde. 

– Verifique se o sol incide no imóvel em algum momento do dia. 

– Consulte um profissional de Feng Shui que fará a avaliação completa, inclusive de radiestesia, antes de comprar ou alugar um imóvel. 

Comentários

WordPress 0
DISQUS: 0
Justified Image Grid Plugin