Verão: aberta temporada de turismo médico no Espírito Santo 

Verão: aberta temporada de turismo médico no Espírito Santo 

É quase consenso que o verão não é a época ideal para se passar por alguns procedimentos estéticos.  Não para brasileiros que moram no exterior e estr

Exercício físico ajuda no combate e na prevenção do câncer de mama
Serra recebe etapa do Circuito Mundial Feminino de Bodyboarding
Opções de lazer gratuitas com temática de Páscoa para a criançada na Grande Vitória

É quase consenso que o verão não é a época ideal para se passar por alguns procedimentos estéticos.  Não para brasileiros que moram no exterior e estrangeiros que aproveitam o período de férias no Brasil para fazerem plástica no Estado. O cirurgião plástico Fabrício Regiani desmitifica que não é possível fazer plástica nesta época do ano. “Existe um receio por conta das altas temperaturas, que podem sim causar um certo desconforto e mais inchaço, mas isso não é impedimento. Basta tomar os devidos cuidados e o resultado não é prejudicado”, explica.

Ainda, de acordo com ele, o turismo médico tem se tornado cada vez mais comum favorecido pela cotação do dólar e pela boa reputação dos cirurgiões plásticos brasileiros. “Com a desvalorização do real frente ao dólar e ao euro fica muito mais barato fazer cirurgia plástica no Brasil, que pode sair até pela metade do preço. Somado a isso, ainda existe o fato de as brasileiras aproveitarem o período de viagem para visitar familiares e também para repaginarem o visual, o que se torna um combo atrativo”, conclui o especialista.

Entre as cirurgias mais realizadas estão as de mama, lipoaspiração, abdômen e rinoplastia (nariz). “Normalmente o primeiro contato é pela internet. Os pacientes, a maioria mulheres, enviam fotos e são solicitados os exames pré-operatórios. Elas já chegam no Estado com tudo em mãos para realizar a cirurgia e vão embora após a retirada dos pontos. Continuamos o acompanhamento por teleconsulta, se for necessário. Porém, também disponho o serviço de concierge para pacientes do exterior, para agendamento de exames e consultas, quando não é possível que eles já tragam de fora”, esclarece o médico.

Comentários

WordPress 0
DISQUS: 0
Justified Image Grid Plugin